gravar aulas online

A importância do uso de ótimas ferramentas de vídeo para criação de aulas online

A percepção do professor em relação à importância do uso da tecnologia no processo de aprendizagem mudou notadamente durante a pandemia do coronavírus que assolou a humanidade no ano de 2020. Segundo pesquisa do Instituto Península, essa percepção passou de 57% para 94% ao longo desse período. A situação vivida no ano passado fez com que os docentes trocassem as salas de aulas pelas plataformas de comunicação e colaboração por vídeo e bate-papo e pelos sistemas de gerenciamento de conteúdo para escolas. 

A escola precisou se reinventar e as lousas cederam seu lugar a canais em redes sociais, aplicativos e programas para comunicação em tempo real, gravação e edição de textos, planilhas e vídeos. 

Dentre os principais desafios do ensino à distância, encontram-se a falta de conhecimento das ferramentas virtuais existentes, a ausência de formação para o seu uso, a dificuldade em manter o engajamento dos alunos, a perda de vínculo com eles e a infraestrutura ainda precária para esse tipo de ensino. 

Sendo assim, encontrar ferramentas de fácil acesso, com qualidade profissional e que não exijam experiência para a sua utilização, torna-se um passo fundamental para se obter sucesso.

O uso da tecnologia no ensino veio para ficar

Como acontece em tempos de crise na história da humanidade, a criatividade corre solta. Além de adequá-la às necessidades vigentes, ela nos transforma profundamente, preparando o ser humano para um futuro melhor. Estar pronto para enfrentar esses desafios, vêm se tornando um diferencial significativo para escolas, professores e alunos.

São inúmeros os relatos de professores que tiveram que remodelar suas aulas, criando novas maneiras de passar exercícios e tarefas, a fim de adaptar o conteúdo e os métodos de avaliação ao confinamento.

A educação jamais será a mesma. O auxílio da tecnologia na metodologia de ensino veio para ficar. Bastante utilizada em países mais desenvolvidos, passou a ser uma companheira inseparável de alunos e professores no processo de aprendizagem brasileiro. 

Se, por um lado, a educação precisou de adaptação mesmo em locais pouco preparados para isso, por outro, a clareza de que o uso de meios de comunicação mais atuais permanecerão depois da pandemia como uma ferramenta de aprendizagem eficaz e melhor adaptada à realidade contemporânea é quase unânime.

Em uma entrevista, Felipe Castanhari, youtuber e fundador do Canal Nostalgia, um dos maiores portais da plataforma de vídeos no Brasil, afirmou: “Estamos com uma geração nova de alunos que já nascem com dispositivos, tendo acesso a todo conteúdo do mundo na palma da mão. Séries, desenhos, jogos. Quando você coloca isso ao lado de um professor falando, escrevendo numa lousa, é óbvio que ele vai ter séria dificuldade em manter a atenção dessa pessoa. Como é que você pega essa galera?” 

Gravação e edição de vídeos como uma forma complementar de ensino

A adaptação ao ensino remoto exige diversos cuidados e uma nova metodologia de ensino, além de uma mentalidade aberta para esses novos desafios. 

Nem todos os alunos podem acessar as aulas ao vivo e no horário marcado. Para dificultar, instabilidades ou quedas de conexão, assuntos familiares imprevistos, dentre outras coisas, diminuem a assiduidade, se somente é possível receber o conteúdo em um horário específico. 

Não é à toa que escolas e universidades que já adotavam a modalidade EAD antes mesmo da pandemia, costumam deixar seu material disponível para acesso a qualquer momento do dia, a fim de que o estudante possa se organizar.

Dessa forma, criar um conteúdo de alta qualidade a ser disponibilizado nas plataformas Moodle ou nas redes sociais é uma opção complementar de suma importância para a aprendizagem dos estudantes. Você pode, por exemplo, bolar tutoriais com o conteúdo básico de cada disciplina e disponibilizá-los para todas as turmas, tirando as dúvidas nas aulas ao vivo ou por e-mail; pode criar um conteúdo específico para cada turma. 

Pode, também, fazer vídeos divertidos e incentivar os alunos a produzirem os seus, a fim de assegurar interatividade e manter o vínculo com eles. Nessa troca, você entenderá melhor quais são as maiores dificuldades que eles apresentam diante de determinado assunto.

Apesar de haver muito conteúdo na internet, produzir os próprios vídeos cria elos mais fortes entre a escola, os professores e os seus alunos, contribuindo para manter a turma unida. Esses vídeos costumam ser mais propícios para as realidades locais e as dificuldades específicas de cada classe. Além do mais, nem sempre encontramos o que buscamos na internet e da forma adequada para o nosso público.

Crie e edite os seus próprios vídeos para as aulas online

O confinamento trouxe a escola para dentro dos lares. Diversos professores tiveram que adequar ambientes de muita intimidade, como quartos e salas de estar, para propiciar aos alunos uma experiência que os aproximassem melhor de uma sala de aula. Entretanto, ainda é preciso lidar com barulhos imprevistos, como buzinas, latidos, gritos, trens, carros e aviões passando.

Dessa forma, encontrar uma ferramenta ideal para edição de vídeos pode evitar muita dor de cabeça, além de reduzir consideravelmente o tempo gasto para a sua produção.

Existem várias ferramentas disponibilizadas na web. Procure alguma que seja de fácil utilização, pois ela poderia ser utilizada não apenas pelos docentes, mas também pelos próprios alunos. A interatividade com eles é essencial para saber se estão apreendendo o conteúdo.

Seria fundamental que essa ferramenta apresentasse diversos recursos, pois a maioria dessas gravações não serão feitas em estúdio. Dentre os principais recursos, podemos citar: cortar vídeos, recortar em pequenos pedaços e combinar em uma sequência maior, gravações via webcam, possibilidade de adicionar áudios, imagens, textos, planilhas, slides e planos de fundo. Outra característica importante para um editor de vídeo é que ele possibilite a transferência de vídeos feitos pelo celular diretamente para a ferramenta. 

Obviamente, a maioria dos professores e de seus alunos não possuem um estúdio profissional para gravar seus vídeos e nem mesmo uma câmera, além daquela do celular. Deste modo, é fundamental que o editor de vídeo esteja preparado para isso. Um ótimo exemplo de editor de vídeo gratuito e fácil de usar é o Clipchamp.

Não se esqueça também de que uma das melhores formas de se chegar até os alunos nos dias de hoje são as redes sociais. Portanto, a ferramenta deve permitir ou até mesmo facilitar o compartilhamento do seu conteúdo nessas plataformas. Os estudantes costumam permanecer logados a elas e serão avisados todas as vezes que algo novo for compartilhado. Aproveite o momento! As pessoas estão ansiando por vida social e essa troca de conteúdo será muito proveitosa para ambas as partes.

Lembre-se: se o aluno tiver que recorrer sempre a materiais disponibilizados em grande escala, dificilmente vai entender a importância da escola e da interação com seus professores e colegas de classe e, muito provavelmente, poderá perder o vínculo com a sua instituição e, consequentemente, com as disciplinas escolares.

Portanto, sempre que possível, crie o seu próprio conteúdo e incentive os seus alunos a fazê-lo. Desafie-se e boas aulas!