programa de indicações

Por que usar um programa de indicações na área de ensino?

Como você tem captado alunos na sua escola, cursinho ou universidade? Na maioria das instituições de ensino, a captação de alunos ainda é um grande desafio para os gestores e diretores. Depois que praticamente todas as campanhas de marketing foram realizadas, ainda falta alunos matriculados nas turmas. É até frustrante para a equipe de marketing e a instituição; são tantos esforços e infelizmente ainda há vagas abertas.

Esse é o principal motivo para se investir em programa de indicações para instituições de ensino. Essa estratégia tem o poder de usar todas as forças de marketing da sua instituição, incluindo alunos, familiares e até os funcionários na aquisição de novos estudantes.

Se a sua instituição preocupa com o bem estar dos alunos, com toda certeza você já deve ter recebido algum estudante que conheceu os seus serviços por meio do próprio estudante amigo, e que já se tornou cliente do curso.

Esse é o marketing boca a boca, a estratégia permite que um estudante satisfeito fale bem ou mal da sua escola. Se ele diz bem, isso significa uma indicação.

Se o amigo diz mal, é algo a se preocupar, porque você está perdendo um bom meio de estratégia para aquisição de novos estudantes. Ou pior, a imagem de sua escola está sendo queimada, por quem deveria defendê-la.

Os alunos são como um termômetro da sua instituição. Então basta observá-los e você saberá como está seu negócio educacional.

Mas, zelar pelo bem estar é insuficiente para que você conquiste novos estudantes.

É aí que entra:

A necessidade de investir em programas de indicações

Uma prática comum em instituições de ensino é a indicação orgânica. É comum aquele tipo de diálogo entre o estudante e seus amigos: A faculdade onde você estuda é boa? Como são os professores? E a matrícula? Quero começar a estudar esse semestre também.

Essa é a oportunidade de captar esse novo estudante. Em potencial ele já possui vínculos que favorecem a sua entrada na instituição.

  • O amigo estuda no mesmo lugar. Isso dá ao curso credibilidade.
  • O amigo disse bem dos professores, do curso e da instituição. É um bom motivo para escolher esta universidade em meio a multidão de instituições de ensino.
  • E o diferencial: a instituição possui um programa de indicações que estipula esse amigo a indicá-la. Esse é um motivo para que o estudante incentive a entrada dessa pessoa em algum curso da instituição.

Quem os alunos vão indicar para a instituição?

Com o programa de indicações, o cursinho, escola ou faculdade irá conseguir captar estudantes com o perfil etário e social semelhante ao do indicador.

O foco está na persona, e a lógica é:

Meus amigos possuem faixa etária semelhante ou igual a minha, provavelmente estão no mesmo período acadêmico que eu. Logo eles possuem uma identidade de consumo semelhante a minha, e assim o serviço que uso também poderá servir para eles.

Exemplo: Jorge possui 19 anos e acabou de encerrar o ensino médio. Agora seu objetivo é cursar engenharia civil. Ele entrou em um cursinho preparatório para vestibular e Enem, a fim de conquistar seu objetivo em conquistar a vaga na universidade.

Depois de ter feito a matrícula e se identificar com a instituição, Jorge conheceu o programa de indicação do cursinho que oferece 40% de desconto nas mensalidades do semestre, para aqueles que conseguirem trazer um amigo para o curso preparatório.

Se o amigo de Jorge se matricular e efetuar o pagamento da primeira mensalidade, Jorge poderá se beneficiar com a recompensa pela indicação. E assim, terá um alívio para pagar a mensalidade do seu cursinho.

Jorge então decidiu indicar o seu amigo Michael, que concluiu o ensino médio na mesma turma de Jorge e também gostaria de se preparar para o cursinho.

Observe algumas vantagens:

  • A indicação é de um conhecido, portanto transparece confiança.
  • A persona indicada possui características semelhante ao do indicado.
  • A instituição também pode atender o amigo de Jorge.
  • O cursinho não terá gastos maiores com aquisição de estudantes, apenas se preocupará com os alunos que efetuarem a matrícula e seu programa de indicação.
  • Apenas indicar não significa ganhar recompensa. É precisa haver conversão em venda, para que o estudante (Jorge) receba sua vantagem.

Servidores podem indicar novos alunos?

No início deste artigo, afirmei que: “com um programa de indicações era possível unir todas as forças para captar alunos”.

Pois então, os servidores também podem indicar novos estudantes.

Se divulgado bem, o programa de indicações é uma poderosa ferramenta que auxiliará a captação de alunos por meio de indicações de professores e outros funcionários.

Basta oferecer o incentivo correto, e que seja realmente desejado por todos os seus colaboradores.

Observe: O professor é a autoridade máxima em sala de aula, a pessoa em quem seus alunos sempre estão buscando a melhor alternativa na sua instituição, para adquirir o seu serviço (conhecimento).

Se um diretor ou coordenador dizer para o professor entregar panfletos na rua, com certeza ele irá surtar de desgosto. (Um grande absurdo!)

Então, sugira ao professor que ele indique pessoas conhecidas. Torne a indicação algo desejado por esse servidor. É o momento de engajar a sua instituição para que todos os servidores peçam e façam indicações.

Imagine e pense que sempre seus professores e demais colaboradores podem estar recomendando a sua escola. Assim, você poderá ampliar a aquisição de novos estudantes ainda mais com boas estratégias de divulgação do seu programa.

Ofereça ao professor/servidor uma recompensa única, talvez algum valor financeiro ou uma especialização após determinado acúmulo de pontos por indicações.

A estratégia é válida em vista que esses profissionais possuem contato direto com os alunos. O professor é um excelente divulgador do seu programa de indicações.

Aplicando o Programa de Indicações na instituição!

O programa de indicação parte da premissa, em que nós nos tornamos mais confiante quando recebemos a indicação de um amigo para realizar determinada compra.

Partimos da cultura, em que se meu amigo me indicou, logo o serviço ou produto é bom para mim também. Por esse motivo é importante incentivar as indicações.

Com um programa de indicações na sua instituição de ensino, a sua estratégia é baseada em quatro pilares fundamentais:

  • Peça sempre indicações para seus alunos, professores e todos os envolvidos com sua instituição. Dessa forma, qualquer pessoa que conhece os seus serviços pode se tornar um indicador em potencial caso seja motivada a indicar.
  • Ao facilitar suas indicaçõe com um programa de indicações, sua instituição consegue mensurar com facilidade, quanto é possível adquirir novos alunos por meio dessa estratégia. Por isso indicar deve ser tão fácil quanto dizer ‘presente’ na hora da chamada.
  • Quando você oferece uma recompensa, como por exemplo, um desconto nas mensalidades por indicações que converteram em venda, você dará um motivo para seu cliente continuar te indicando.

A recompensa só é oferecida quando há conversão e o Custo de Aquisição deste aluno será menor do que seu gasto com marketing tradicional.

  • Por fim tenha transparência com suas indicações. É importante que seu aluno ou qualquer pessoa que seja o indicador saber do sucesso da indicação por você. Avise-o, antes que o indicado fale que fechou o serviço com você, e assim já entregue ou marque o momento para que ele pegue o sua recompensa, o mais rápido possível.

A partir deste artigo você poderá escalar as suas indicações com maior facilidade!

Boa sorte com a conquista de estudantes!

0 respostas

Deixe uma resposta

Participe da discussão
Fique à vontade para contribuir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *