vídeos no moodle

Entenda a melhor maneira de utilizar vídeos em seu ambiente virtual de aprendizagem Moodle

O Moodle tem sido uma das melhores alternativas para suprir as demandas do ensino remoto neste período de pandemia. Apesar do grande destaque nos últimos meses, esse ambiente virtual de aprendizagem já vem sendo utilizado há muitos anos. 

Instituições de todos os portes e níveis utilizam o Moodle mundo afora. A plataforma está presente em 242 países e soma mais de 27 milhões de cursos disponíveis!  

Conheça tudo sobre o Moodle: https://aix.com.br/moodle 

Existem diversos recursos dentro desse ambiente virtual de aprendizagem. Um dos mais importantes é a opção de trabalhar com vídeos para deixar as aulas e atividades mais interativas. 

Já ensinamos, aqui no nosso blog, como gravar aulas utilizando o programa OBS Studio, confira aqui. 

Muitos professores – e até alunos – cometem um “erro” comum no momento de disponibilizar os vídeos dentro do Moodle. Não é, de fato, um erro que pode causar problemas. Estamos falando de um processo que pode dificultar a visualização destes vídeos. 

Entenda o motivo: 

É possível fazer o upload do vídeo dentro da plataforma, da mesma forma que subimos outros arquivos como documentos, imagens e PDF, por exemplo. O problema consiste no fato de que os arquivos, além de ocupar um bom espaço no servidor, devido ao tamanho, e fazer com que a plataforma tenha uma desenvoltura mais lenta, provavelmente não será acessível a todos. 

Cada usuário acessa a plataforma através de um aparelho diferente, podendo ser um smartphone, tablet ou computador. Dependendo do formato, nem sempre esses aparelhos terão os programas necessários para decodificar esses vídeos.

Existem diversos formatos de vídeos e os mais usados para web são: MP4, MOV e WMV. 

Outra consideração importante é que quanto maior a demanda de vídeos no servidor, mais investimento será necessário para comprar mais espaço de armazenamento. 

Além disso, quando os vídeos são carregados diretamente no ambiente virtual, os alunos podem encontrar dificuldades para assisti-los. 

Os estudantes precisam, então, baixar o arquivo para depois assistir. Este processo consome mais internet e ocupa a memória interna do dispositivo utilizado, seja pelo computador, pelo celular ou tablet.

Se o aluno utiliza dados móveis (como 3G ou 4G) para acessar o Moodle, provavelmente ele não vai conseguir baixar os vídeos com rapidez e, consequentemente, consumirá todo o seu pacote de internet.  

Outro problema está relacionado ao armazenamento do arquivo. Se tiver com pouco espaço de memória, será necessário apagar alguns arquivos com frequência sempre que tiver um vídeo novo nas aulas. 

Como resolver o problema? 

O servidor do Moodle não é um servidor específico de vídeo e por isso esses arquivos podem perder sua qualidade original. A melhor opção é utilizar um sistema de streaming ou VoD (vídeo on demand), que funciona como se fosse uma biblioteca de vídeos online, onde você escolhe o que quer assistir na internet sem precisar baixar.

Além disso, esses programas identificam o dispositivo usado e a velocidade da internet, para entregar o vídeo no melhor formato e com a qualidade ideal para a cada situação. 

Pode parecer algo complicado, mas estamos falando de sites e aplicativos que usamos diariamente como o Youtube, Vimeo, Spotify, Netflix, entre outros. 

O Youtube e o Vimeo são as plataformas mais utilizadas para a exibição de vídeos nas salas de aula virtuais. Ao utilizar o código incorporado, o aluno pode dar o “play” e assistir o vídeo dentro do próprio Moodle, sem precisar ser direcionado para outra página. 

Veja como se faz:

Primeiramente você precisa subir o  vídeo para a plataforma de streaming. Veja em outro artigo do blog o passo a passo desse processo para o Youtube e Vimeo: https://aix.com.br/tecnologia-na-educacao/carregar-videoaulas-youtube-e-vimeo/ 

YouTube: 

Escolha o vídeo e clique em “Compartilhar” que aparece abaixo da tela. Selecione a opção Incorporar.

Copie o código que aparece do lado direito.

No Vimeo:

Clique em compartilhar, selecione o código que aparece em “Incorporação” e copie. 

Colocando o código incorporado dentro do Moodle. 

É possível inserir vídeos em qualquer parte que contenha edição texto. Exemplos: tópico, fórum, rótulos e páginas.

Veja como se faz: 

Passo 1

Passo 2

Passo 3

Passo 4

É um procedimento simples e que pode melhorar a experiência de todos os usuários do Moodle. Assim, professores e alunos conseguem compartilhar e assistir os vídeos com mais facilidade, com economia de dados móveis e em diferentes dispositivos. 

Importante: É possível inserir vídeos em qualquer parte que contenha edição texto. Exemplos: tópico, fórum, rótulos e páginas.